Rodolfo Minari (05/04/1980) é poeta, músico, compositor e educador. Percorreu diversos estados brasileiros pesquisando hábitos, festas e músicas tradicionais e viveu por cinco anos no Acre, estado do qual conheceu boa parte viajando, de barco, com teatro de rua, no melhor estilo mambembe e sempre colhendo, nas comunidades ribeirinhas (seringais, aldeias) visitadas, material sociológico, filosófico e sonoro, a partir do que o artista trama seus personagens, textos e canções. Assim, ora na roupagem de palhaço, ora na de menestrel, ora na de si mesmo – menino caipira, matuto – desenvolve um trabalho poético e musical baseado na pluralidade e na singularidade das identidades regionais, dentro de uma estética que abre as portas ao lúdico e às emoções humanas.

Assovio é seu primeiro álbum, gravado e lançado no Acre em 2013, e que registra um pouco desse universo criativo e onde pode se ouvir, ao fundo, o barulho das matas e o canto de várias espécies de bichos. Promovendo o lançamento do disco, Minari viajou por Peru, Chile e Argentina, apresentando em praças, escolas, teatros e universidades um pouco da Amazônia e do Brasil, sento também influenciado por essas outras paisagens e povos, num ciclo que se estende sempre pra mais longe, com o objetivo de aproximar homens, mulheres, idosos e crianças de todas as partes do mundo, por meio de sua essência comum.

Depoimentos!

“A obra musical de Rodolfo Minari reflete uma profunda sensibilidade que contagia nossos corações com boas emoções. Gosto muito de ouvir suas composições. O CD Assovio é um dos meus companheiros de viagem rumo à floresta, ao mar, aos recantos encantados e maravilhosos dentro de nós.”

Francis Alves de Lima (Bruxinha), poetisa acreana.

“Sua inspiração colore nossas almas com o tecido dos sonhos e imagens da infância retratando, em sua arte, paisagens dos costumes e símbolos enriquecedores das múltiplas regiões que habitam o imaginário de nosso diversificado caldeirão cultural.”

Philippe Bandeira de Mello, psicólogo junguiano e transpessoal, fundador-dirigente da Arca da Montanha Azul, no Rio de Janeiro.

“Maravilhoso compositor da nova geração.”

Chico Chagas, músico, compositor, arranjador, produtor e educador musical acreano.

“As poesias musicadas de Rodolfo são como um baú de recordações, um verdadeiro tesouro do inconsciente, da magia do estar vivo e do conhecer-se. Suas composições têm a marca da simplicidade sábia, que só se revela aos que são verdadeiramente grandes.”

Bethe Oliveira, produtora executiva.

“Um primor! Suave! Gostoso de ver, de ouvir e sentir! Rodolfo vira criança interpretando, solto e dono do palco, onde entoa batuques, toadas; há momentos em que lembra o ritmo dos bailados do Daime, dos tambores e da flauta Ashaninka; o som da floresta num cenário simples e limpo de olhos grudados na platéia, surgem olhares de todos os lugares, um olhar amazônida onde os caboclos, índios e negros com toda sua magnitude estão presentes, em cada canto, cada melodia.”

Regina Maciel, pesquisadora, dançarina e professora, diretora da Cia. Garatuja de Artes Cênicas.

CD Assovio – Rodolfo Minari

CD Assovio – Rodolfo Minari

( Frete grátis para todo o Brasil! )

2013, independente. Faixas: O vento. Canário. Sabiá. Festa dos bichos. O ovo. Princesa. Navio negreiro. Eu pude vir até aqui. Caboclo. Das Matas. Aldeia

R$ 20,00

Adquirir CD!

O Vento
  1. 1. O Vento
  2. 2. Canário
  3. 3. Sabiá
O Vento // Assovio
  1. O Vento // Assovio
  2. Canário // Assovio
  3. Sabiá // Assovio